Dias melhores

Aahh… como é bom passar por alguns dias, às vezes semanas, de bem com a vida. Há tempos não experimentava tal feito. Tudo começou graças ao bom Desenvolvimento Web. Sabia que um dia me renderia alguma coisa boa, uma amizade pelo menos.Quando Deus quer dar uma mãozinha, ele dá seu jeitinho. Sexta-feira, dia de célula. Tava eu bem chegando na casa do Pedrin Bola, quando ele, fazendo uma força na vista pra ler a mensagem no msn, me aponta querendo me mostrar algo escrito. Quando eu vejo, era algo do tipo: “Preciso de alguém que entenda de ‘Dreamweaver'”, ou alguma frase do gênero, similar.

Peguei o msn da pessoa, e conhecendo melhor o tamanho do problema. Abri mão da sagrada pelada de sábado afim de realizar uma boa ação, com aquele jeitinho de “último dos meninos bons” (hehe). Acho que era porque eu não tinha a mínima noção do problema. Mas foi bom ótimo, eu ia fazer o que eu gosto e ainda pra ajudar uma pessoa… só não sabia que custaria minha tarde de sábado, um domingo inteiro (final do Brasileirão) e ainda meu almoço de 2ª feira. Na verdade, sábado pouco produzi por usar o macbook sem mouse pra me divertir no dreamweaver (não tente!) e além disso, sou tagarela e fiquei conversando maior parte do tempo. No domingo, trabalho 20 minutos, paro 10… trabalho 30, paro 15, e assim foi, sem contar na hora do jogo (do rebaixamento) do Corinthians. Enfim, terminei últimos detalhes na 2a, mas não ficou ceeeeemm por cento, fazer em dois dias curtos pra mim é quase impossível porque sou muito detalhista.

Pra fazer esse favor acima, precisei adiar um trabalho da faculdade (em dupla) que teria que estar pronto no Domingo. Quando foi na 2a feira, expliquei o que tinha feito pro professor por e-mail, solicitando um prazo maior. Não foi minha surpresa quando ele compreendeu e aceitou que eu entregasse até um dia depois. Fiz o trabalho e publiquei colaborei no Wikipedia (claro — sob a condição de pontuação maior), conforme eu precisava.

Na 4a. feira recebi um e-mail do grupo da célula, na verdade, do nosso Líder — Tuiã — pedindo que alguns de nós participássemos no palco (tipo staff ) no evento (ZOEra) que aconteceria no sábado. Lembrei do sábado anterior, da falta que fez a pelada e… e… concordei em participar. Afinal num era simplesmente pra igreja que eu estaria fazendo aquilo, eu pensava mais uma vez em me dispôr a ajudar. Feito. E foi uma das coisas mais legais e divertida que já fiz, contando inclusive com a “dança do quadrado” lá na frente acompanhando o “Chuveiro” (vulgo Filipe). O evento foi muito bom, gostei da produção (sem ser a gente), tudo ficou muito legal (banda da rede, teatro, banda cover (mto bom!), etc).

E pra fechar, com um toque divino, uma ajudinha do cara lá de cima… ontem, ao final da minha última prova de mkt marketing estava todo mundo despedindo mais ou menos assim: “até ano que vem” ou “boas festas“. Eu, pra variar, sempre sou o último a sair em provas com mais de duas questões abertas, entreguei a prova e saí conversando com a professora. Quando chegou no carro dela pelo caminho eu ia bem me despedindo “Até o exame especial, então“, porque eu tinha deixado de fazer uma das provas, daí a professora vira e me pergunta se eu não queria fazer valer a prova com peso 2… claro que aceitei.

Enfim, tudo conforme não planejado. Ganhei uma nova amiga (fazendo o que gosto — e muito gente boa), fiz um trabalho dentro do prazo e consegui nota máxima, participei de um evento nota mil e ainda me livrei de um exame especial e o gasto de 20,00. Ufa!.. Teve mais coisas, mas acho que nem convém mais contar. Chega. Vou tentar escrever com mais freqüências, pra num ter acúmulos.

Obrigado, Senhor!.. =D

Deixe um comentário